Antes que fique ainda mais feio para eles

Após um ano e meio de uma manobra vergonhosa, a Câmara de São José dos Campos deixou o corporativismo um pouco de lado e aprovou a abertura de uma Comissão Processante para investigar supostas irregularidades atribuídas ao vereador Maninho Cem Por Cento (PTB).

Demorou muito, mas a Casa parece ter aprendido com o papelão ocorrido em junho de 2017. Naquele mês, analisando outro caso, a Comissão de Ética já havia recomendado uma investigação contra o vereador. Na época, no entanto, uma manobra do presidente da Câmara, Juvenil Silvério (PSDB), arquivou o pedido, que sequer foi colocado em votação no plenário.

O jogo virou esse ano, quando a Justiça julgou procedente uma ação do Ministério Público e condenou Maninho por improbidade administrativa, por manter em seu gabinete um assessor que trabalhava em seu jornalzinho particular.

Pois bem. Foi justamente essa denúncia, em que Maninho foi condenado pela Justiça, que a Câmara arquivou no ano passado. Dessa vez, para não passarem a mesma vergonha, os vereadores tiveram que adotar outra postura. Afinal, o MP também já investiga esse caso — a denúncia de que o vereador do PTB cobrava ‘pedágio’ de assessores indicados para cargos comissionados na prefeitura.

Com a Comissão Processante aberta, a Câmara vai investigar o caso e poderá, se concluir que houve irregularidade, até cassar o mandato de Maninho.

Ou seja, embora a abertura da Comissão Processante não seja uma garantia de que tudo isso não vai terminar em pizza, já é um avanço — que não se observa, por exemplo, na Câmara de Taubaté.

Em Taubaté, o presidente Diego Fonseca (PSDB) já segura há mais de quatro meses as denúncias internas contra os vereadores citados no caso da ‘Farra das Viagens’. Os 14 parlamentares já são investigados pelo MP nas esferas cível e criminal. A Promotoria até já pediu que devolvam o que receberam indevidamente. Mas parece que ainda não perceberam que o corporativismo não salvará ninguém de nada. Só está ficando mais feio…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.