Políticos distantes da realidade

O novo capítulo da novela da licença-prêmio da madrasta do prefeito Ortiz Junior (PSDB), que foi recebida após Odila Sanches furar mais de 1.300 servidores na fila, é só mais uma amostra de como nossos políticos agem como se o patrimônio público tivesse como utilidade servir a eles.

Afinal, enquanto muitos servidores da Prefeitura de Taubaté se apertam nas contas para sobreviver com salários defasados, que não são reajustados como deveriam, a esposa do ex-prefeito José Bernardo Ortiz (PSDB) garantiu, em uma só canetada, R$ 58.775,55 a mais em sua conta.

Isso foi em fevereiro do ano passado. A devolução do dinheiro só foi determinada por Ortiz após o jornal divulgar o caso. O tucano jura que não sabia.

Esse mês, o novo capítulo: o jornal revelou que, embora o valor devesse ter sido devolvido em 12 parcelas, entre abril de 2017 e março de 2018, isso não aconteceu. As parcelas, que deveriam ser de R$ 5.000, caíram para R$ 500. Pela nova previsão, o pagamento será encerrado apenas em 2024.

Outro detalhe: a devolução será feita sem correção. Ou seja, na prática Odila pegou um empréstimo de quase R$ 60 mil, para pagar em oito anos, a juros zero. Quem não adoraria ter direito a uma linha de financiamento dessas?

Isso me fez lembrar outro caso, também revelado pelo jornal, mas em 2013. O pai de Ortiz Junior, Bernardo Ortiz, estava com uma infecção na pele. O que ele fez? Procurou um médico particular? Tentou agendar consulta no postinho do bairro? Nada disso.

Durante semanas, equipes do Pronto Socorro Municipal eram destacadas diariamente para ir até a casa do ex-prefeito, para dar-lhe o tratamento.

Pouco tempo depois, fui entrevistar Ortiz Junior sobre o caso. Fiz o questionamento, e ele me respondeu: “mas qual o problema disso?”. Tenho certeza de que a resposta dele, de bate-pronto, foi sincera. Acho, de verdade, que ele não via problemas no ocorrido.

O distanciamento da realidade é uma marca comum em nossos políticos. Se consideram de uma classe superior. E nós temos muita culpa nisso.

2 thoughts on “Políticos distantes da realidade

  1. Muito bom artigo. Revela pura e simplesmente a prática que todos nós já sabemos: a sempre mistura bem conveniente que todo o político faz do público com o privado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.